Crédito da Imagem: Clark Tibbs on Unsplash

© Rubens Queiroz de Almeida

Estas duas palavras confundem muito os brasileiros, pois a tradução para as duas em português é exatamente a mesma: fazer. Porém na língua inglesa elas são usadas em contextos diferentes.

A diferença básica entre MAKE e DO é que usamos DO para ações, obrigações e tarefas repetitivas, ao passo que usamos MAKE para indicar que estamos criando ou produzindo algo coisa e ações que escolhemos fazer. Em geral DO se refere à ação em si e MAKE se refere ao resultado.

Por exemplo, se você diz make breakfast o resultado é o café e o pão com manteira. Se você make a suggestion, você criou uma recomendação.

Exemplos

I can’t go out this weekend – I have to do some work on an extra project.
Eu não posso sair neste final de semana – Eu tenho que fazer algum trabalho em um projeto extra.

You can’t watch any TV until you’ve done your homework.
Você não pode assistir TV até que tenha feito o seu dever de casa.

We do business with clients in fifteen countries.
Nós negociamos com clientes em quinze países.

She did a good job organizing the party.
Ela fez um bom trabalho na organização da festa.

I’m doing a report on the history of American foreign policy.
Estou fazendo um relatório sobre a história da política externa americana.

We’re doing a course at the local university.
Estamos fazendo um curso na universidade local.

I’m making dinner – it’ll be ready in about ten minutes.
Estou fazendo o jantar – ele estará pronto em dez minutos.

Could you make me a turkey sandwich?
Você pode fazer um sanduíche de peru?

made a salad for the family picnic.
Eu fiz uma salada para o picnic da família

Would you like me to make you a cup of tea?
Você gostaria que eu fizesse para você um copo de chá?

I’ve made a reservation for 7:30 at our favorite restaurant.
Eu fiz uma reserva para as 7:30 em nosso restaurante favorito.

Veja também

Se você estiver interessado em descobrir mais falsos amigos da língua inglesa, consulte o ebook Armadilhas da Língua Anglo-Americana, de autoria do Professor Leopoldo Corrêa Roza. Como ele próprio diz, uma vez que você amplie o conhecimento destas palavras, você passará a notar a grande quantidade de bobagens que existem nas traduções na TV, filmes, em todo lugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *