Porque detestamos ouvir as nossas vozes

Crédito da Imagem: ThisisEngineering RAEng on Unsplash

© Rubens Queiroz de Almeida

Porque detestamos ouvir as nossas vozes

Aprender a falar inglês requer que você saia da sua zona de conforto. Sempre. Mas isto não é uma má notícia, pois só progredimos quando saímos da nossa zona de conforto. Ficar parado é muito bom, o problema é que você não sai do lugar 😉

Não é novidade que 99 entre 100 pessoas não gostam de ouvir a sua própria voz. A voz que ouvimos quando falamos é diferente da voz que ouvimos quando tocamos uma gravação que fizemos.

Nós temos duas maneiras de ouvir a nossa voz:

  1. Através da vibração de ondas de som atingindo o seu tímpano;
  2. Através das vibrações geradas por suas cordas vocais dentro da sua cabeça. Estas vibrações atravessam os ossos do seu crânio e fazem o tímpano vibrar. Ao passar pelos ossos, elas se espalham e reduzem o tom, dando uma falsa impressão de um som grave.

Por estas razões, quando ouvimos uma gravação de nossas vozes, elas soam mais alto e geralmente não gostamos do que ouvimos.

O problema é que uma técnica extremamente útil e que poucas pessoas gostam de praticar exatamente por esta razão, é fazer gravações da própria voz e depois ouvi-las, para identificar erros, melhorias, etc.

A boa notícia é que este desconforto é passageiro, uma vez que você se dedique a praticar desta forma, em muito pouco tempo você se acostumará e verá os resultados positivos.

Para falar inglês você precisa se acostumar com seus sons, suas diferenças, e treinar a sua musculatura vocal para reproduzir estes sons de maneira apropriada.

Para praticar, procure por um local tranquilo, onde você não será interrompido. No início, procure por textos curtos e com o tempo, aventure-se a gravar trechos mais longos.

No portal Aprendendo Inglês tem uma grande seleção de histórias que você pode usar para esta finalidade. Além do texto em si você encontra também o áudio da história gravado em duas velocidades, para melhorar a sua compreensão auditiva.

Primeiramente, faça uma leitura do texto acompanhando com o áudio na velocidade reduzida, para se familiarizar com os sons. Em seguida, leia algumas frases gravando a sua voz usando seu aparelho de telefone ou qualquer outro dispositivo que você prefira. Você pode usar um aplicativo de gravação ou mesmo a câmera do seu celular. Você não precisa aparecer no vídeo, é apenas no áudio que estamos interessados.

Finalizada a gravação, é chegada a hora de ouvir o que você gravou. Notou algum erro de pronúncia ou entonação? Ouça novamente a gravação original e compare com a gravação que você fez. Identifique os pontos onde errou e tente pronunciar corretamente as palavras. Lembre-se, temos a pronúncia, que é como falamos as palavras individualmente, e a entonação, que é a música da frase, a forma como as palavras se ligam umas às outras, proporcionando um discurso fluido, sem solavancos. Tente identificar a forma como as palavras se ligam umas às outras.

Uma outra forma de fazer este mesmo exercício é identificar um tema e falar sobre ele durante cerca de um minuto. Ao final da gravação, veja os pontos em que teve mais dificuldade, locais onde pausou talvez por falta de uma ideia, ou por não saber a palavra correta para expressar seus pensamentos. Anote seus erros, veja onde ocorreram as pausas, e grave novamente. Com este exercício você melhorará não apenas a sua pronúncia mas também a sua fluência. Este exercício também é desconfortável, pois você terá que pensar, e às vezes preferimos o conforto de não pensar em nada.

Mas pense novamente, você quer ou não quer aprender inglês e se tornar fluente? Estes pequenos desconfortos são um preço pequeno a ser pago em comparação com todos os benefícios que podemos alcançar ao dominar a língua inglesa.

E você, o que acha destas ideias? Escreva para mim contando.

Referências

Veja também

  • The 3C Technique: Neste vídeo do canal do Youtube Learn English Lab, com duração de 4m59s, Ganesh Kumar, apresenta uma técnica parecida com a que foi abordada nestes texto. É muito simples e fácil de ser executada para que possamos aperfeiçoar a nossa pronúncia da língua inglesa. Esta técnica se chama 3C: Copy → Compare → Correct. De forma simplificada, você imita (copy) a pronúncia de um ator em um filme ou série de TV, em seguida faz uma gravação de sua voz e compara (compare) com a voz do ator, identificando erros e melhorias a serem feitas (correct), e finalmente, você ouve uma vez mais e faz uma nova gravação corrigindo seus erros originais.
  • 1 Simple Trick to Become Fluent in English: Neste vídeo Ganesh Kumar nos explica uma técnica muito poderosa para desenvolver a fluência e que você pode usar também para melhorar a sua pronúncia, como abordado neste artigo. A técnica chama-se JAM, abreviação de Just A Minute. Esta técnica também vai te tirar da sua zona de conforto, mas os resultados serão fantásticos, pode acreditar 😊
  • Seleção de histórias do Portal Aprendendo Inglês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *